Empresa utiliza incentivos fiscais para apoiar projetos sociais

A TSTECH destina parte dos impostos desde 2014 para projetos desenvolvidos na cidade de Leme

Há 21 anos instalada na cidade de Leme, a TSTECH é uma multinacional japonesa que fabrica peças internas de veículos. Desde 2014, a partir da iniciativa da gerente contabilidade, Silvia Rosa Curto e do gerente de RH Humberto Rocha, a empresa passou a utilizar dos incentivos fiscais para apoiar projetos sociais, esportivos e culturais. Através do PROAC – programa de Ação Cultural do Estado de São Paulo, da Lei Paulista de Incentivo ao Esporte (ambos a partir da renúncia fiscal do ICMS), da Lei Rouanet e do ECA-CMDCA (imposto de renda). Hoje, 100% das possibilidades de destinação fiscal são utilizadas pela empresa.

Até o ano passado, o foco estava na cultura, no apoio dado à Semana Seu Geraldo. A partir deste ano a empresa decidiu direcionar estes recursos para projetos voltados a crianças e adolescentes. Um deles é o “Pedalando para o Futuro”, executado por um ex-atleta de Ribeirão Preto, em parceria com a Faculdade Anhanguera e com escolas públicas municipais. Ano passado foram atendidas 200 crianças e neste ano a expectativa é de atender cerca de 1000.

“A política da TSTECH é atender às necessidades da nossa cidade, a partir de seus maiores problemas ou objetivos. E neste ano, a partir das informações do poder judiciário,  vimos que a necessidade estava em projetos voltados a adolescentes, visando a prevenção às drogas e criminalidade”, explica Humberto Rocha. Neste sentido, a empresa tem apoiado o “Grafito”, que ensina a arte do grafite e dança de rua. A ACEUL – Associação Cultural e Esportiva União de Leme, na área de esportes, também recebe recursos para as escolinhas esportivas para crianças carentes.

“Temos o cuidado também de acompanhar bem de perto a execução dos projetos para garantir que os recursos estão sendo bem aplicados”, diz o gerente de RH. Além dos incentivos fiscais, a empresa também patrocina outros projetos esportivos com recursos próprios.

Segundo o gerente de RH, a empresa ganha com o endomarketing, incentivando os próprios colaboradores a serem voluntários nos projetos apoiados. Um sistema de computador está sendo desenvolvido para cadastrar os voluntários conforme suas disponibilidades e habilidades e cruzar estas informações com os projetos, não apenas aqueles apoiados pela TSTECH, mas de todas as entidades que precisam de voluntários. Isso ira agilizar ainda mais a participação da comunidade nas ações sociais e esportivas desenvolvidas na cidade.

Segundo Humberto, contrariando o que muitos empresários pensam, o processo para a destinação é extremamente simples. “Da mesma forma que você gera um guia para pagar o imposto, você gera outra guia para a destinação ao projeto, é muito simples”, explica. “Com essa iniciativa, queremos agradecer à cidade por tudo o que ela já nos deu. Nós não precisamos de marketing agressivo, pois nosso negócio é bem específico, diretamente com as montadoras de veículos. Mas isso também nos ajuda a nos perpetuar na cidade, tornando-nos conhecidos, pois sempre precisaremos de pessoas para trabalhar aqui”, conclui o gerente de RH.

O CMDCA de Leme possui um site onde contribuintes e empresas podem buscar mais informações e conhecer as entidades e projetos inscritos e habilitados para receberem recursos do imposto de renda. O endereço é: www.cmdcaleme.com.br.

 

 



Imagens
Voltar






Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolecente
Fone : (19) 3571-9864 | Rua Cel. João Fco. Mourão, 295 – Centro – Leme/SP – CEP 13.610-180 | cmdca@cmdcaleme.com.br
• Powered by ClipCom - Comunicação & Design • Todos os direitos reservados • Copyright © 2015 • DP • Versão : 1.0v •